Como decorar seu ambiente com as estampas florais de bobinex

Olhar para a história da decoração é, invariavelmente, deparar-se com uma grande quantidade do uso de flores – em diversos estilos, épocas e momentos da história. Seja nas paredes ou em itens decorativos como mesas, toalhas, utensílios ou móveis, as flores criam um certo tipo de encanto em nós, seres humanos. Sua beleza, delicadeza e poder são, no fim das contas, o espetáculo da vida acontecendo diante dos nossos olhos – e eternizar esse símbolo dentro de nossos lares é, ao mesmo tempo, um lembrete da força contida no simples ato de viver e uma homenagem. 

Com o passar do tempo, porém, novos estilos chegaram – mas, ao invés de descartarem as estampas florais, elas ganharam adaptações e novos modos de uso e aplicação. Até os dias de hoje, então, o uso do floral é comum – e ainda é remetido ao estilo clássico.

As estampas florais de bobinex trazem justamente essa mistura: ora fazem um aceno para desenhos e formas clássicas, ora buscam alinhar a modernidade com flores e seus gracejos. 

Os papéis de parede ref. 1443, 9125 e 9114, por exemplo, são um pouco mais sóbrios em termos de cores e estilo, aliando a estilística clássica com tons mais calmos, ótimos para ambientes de repouso e relaxamento. Eles são ótimos para quartos, especialmente para casais que desejam celebrar o romantismo, a leveza e a transformação que mora dentro de um relacionamento repleto de afetividade, parceria, comunicação e evolução contínua e mútua. 

Já os papéis de parede ref. 3650, 3651, 4110 e 6253 trazem, em si, a energia da contemporaneidade que não abandona a delicadeza e a beleza singular dos florais, possibilitando transformações em diversos tipos de ambiente – que irão ganhar ainda mais vida, estimulando a criatividade e a imaginação. Eles também podem ser ótimas opções para quartos infantis – já que suas cores vivas geram um despertar único em uma fase da vida na qual é tão importante brincar com os sentidos. 

 Independente do seu gosto, estilo ou vontade, abraçar os florais é dar a chance de um novo início dentro de seu lar – e bobinex, sem sombra de dúvidas, tem aquilo que você procura.

Listras horizontais e verticais na decoração do quarto de crianças e adolescente: como fazer

Listras são as queridinhas de muita gente – e não é difícil entender o porquê: empregá-las na decoração é uma maneira inteligente, clássica e bela para decorar o seu refúgio. Hoje você vai entender melhor sobre esse estilo, além de aprender a melhor maneira de aplicá-lo, incluindo as diferenças de listras verticais e listras horizontais (e seus respectivos efeitos) e as vantagens de ter ambientes assim em quartos infantis – que podem durar mais do que você pensa.

Listras horizontais

Listras horizontais criam efeitos visuais amplos – e são ideais para “alongar” aquele cômodo que não é tão grande assim. Em locais com o pé direito mais alto, também é uma ótima maneira de tornar um ambiente mais aconchegante. 

Repleto de cores e vida, o papel de parede ref. 3631 é uma ótima opção de listras horizontais para um quarto de bebê – além das cores estimulam os sentidos dos pequenos, ele pode ser mantido na transição para a adolescência, estimulando a criatividade e a imaginação nessas duas fases tão importantes da vida. 

Listras verticais

Com faixas que correm de cima a baixo, as listras verticais são altamente recomendadas para ambientes com o pé direito baixo, já que criam um efeito visual que “estica” o ambiente. Se o problema é a altura, elas são ideais. 

O papel de parede ref. 6204 traz listras cheias de vivacidade, cor e energia, o ideal para os primeiros anos de vida, sempre tão cheio de estímulos, e para a adolescência – quando a vontade de todo jovem é a de abraçar o mundo. 

Você também encontra, no catálogo de bobinex, um sem-número de opções quando o assunto são estampas listradas. Seja qual for a sua necessidade ou desejo, existe uma estampa para isso.

Papel de parede no teto: tudo o que você precisa saber

O papel de parede existe para transformar lares, dar um tom ainda mais intimista para a sua morada e tornar o canto mais especial do seu dia a dia em um lugar ainda mais seu. Mas você sabia que, apesar do nome, ele também pode ganhar outros ares e ir parar logo acima da sua cabeça? Aprenda, com a gente, tudo o que você precisa saber sobre papel de parede no teto.

É possível colocar papel de parede no teto?

Parece inusitado, não é? Mas sim: é possível ter um papel de parede no teto. Além da beleza do ambiente, existe um outro motivo para esse tipo de aplicação: o cômodo ganha ainda mais profundidade.

No que devo me atentar?

Existe um fator primordial para que sua experiência com um papel de parede no teto não seja um desastre: que o ambiente escolhido não seja úmido, como banheiros com chuveiro, cozinhas e lavanderias. Também é ideal que a superfície seja lisa, sem imperfeições, e com massa corrida aplicada.

Como escolher?

Algumas regrinhas caem bem na hora de pensar no seu papel de parede no teto:

– Quer deixar um ambiente grande mais acolhedor? Foque em papéis com estampas mais escuras, diminuindo o espaço entre teto e piso.

– Quer fazer o contrário e ganhar mais espaço? Invista em papéis claros, valorizando o seu ambiente.

– Quer criar continuidade? Alie teto e parede com o mesmo papel!

– Acha que o ambiente ficará muito poluído com o papel de parede em todo o teto? Então escolha uma área específica para utilizá-lo!

E minhas luzes?

Assim como o instalador de papéis de parede precisa criar um espaço para os espelhos de interruptores, é preciso tomar cuidado e calcular a área de luminárias e lâmpadas em geral.

Ficou com vontade de colocar papel de parede no teto? Então conheça nosso catálogo e veja as opções que mais combinam com seus ambientes favoritos.

Como aumentar um ambiente com papel de parede?

Geralmente o nosso cantinho tem tudo aquilo que nos conforta: uma atmosfera que traz aquela sensação tão única e incomparável de lar, nossas lembranças mais queridas e cada detalhe pensado e concebido por nós. Mas nem sempre ele é tão espaçoso quanto gostaríamos, né? E uma das maiores questões quando o assunto é tamanho é como aumentar um ambiente com papel de parede.

Estamos aqui para te ajudar com isso – e para que você entenda quais as melhores formas de criar uma sensação de mais espaço para sua morada.

03 formas de aumentar seu ambiente com papel de parede

– É possível expandir paredes laterais destacando a parede do fundo do seu cômodo. Para isso, você pode destacar essa região com uma cor intensa.

– Uma outra opção, que segue no caminho contrário, é reduzir a largura e aumentar a profundidade do seu ambiente. Para isso, pinte as paredes laterais e veja a mágica acontecer!

– E se você quer aumentar visualmente o espaço mas ir muito além da escolha de uma cor? Simples: busque papéis de parede com tons claros na parede de fundo, além de estampas pequenas – elas ajudam a criar uma impressão de que o espaço no qual ele está aplicado é muito mais amplo.

Gostou das nossas dicas? Então fique ligado no blog para mais conteúdos criados especialmente para deixar seu lar ainda mais com a sua cara.

Estilos de ambiente: Pop, Clássico e Minimalista

Pop, clássico e minimalista: três palavras que dominam o universo da decoração – mas nem sempre é fácil entender as peculiaridades destes três temas, e como eles se diferenciam entre si.

Vem com a gente entender cada uma delas – e qual combina mais com você!

A pop art nasceu no final da década de 1950, dividindo sua certidão entre Inglaterra e Estados Unidos, e brinca com os toques abstratos, modernos e retrôs – tudo isso traduzido em pinturas, figuras e fotografias. Com cores vibrantes e chamativas e a possibilidade de utilizar objetos mais fora do comum (como latas ou outras criações   que fujam da definição clássica de decoração), cria um clima vibrante, jovem e descolado.

Estilo clássico

(Papel de parede bobinex, REF: 3145)

O que dizer de um estilo que atravessa décadas e mantém-se com um status respeitado, admirado e desejado? O clássico é quase autoexplicativo graças a seu nome: todo o requinte e beleza datam dos períodos gregos e romano, quando a riqueza de detalhes era traduzida em bom gosto. A decoração clássica também contagiou outros estilos de decoração, ganhando muita força principalmente no Rococó.

(Rococó decorava palácios e igrejas. Na foto arte de Mestre Ataíde, 1827, “Ascensão de Cristo” na Matriz de Santo Antônio em Santa Bárbara representa bem essa estética.)

Detalhes que fazem a diferença no estilo clássico são formas rebuscadas em objetos e móveis, além do uso de madeira, mármore e tonalidades escuras.

Estilo minimalista

Uma verdadeira febre nos últimos anos, o minimalismo chegou com uma proposta bem original: menos é mais. Impulsionado também na contramão de uma era em que o consumo tornou-se palavra de ordem, o estilo minimalista também surge como uma opção para aqueles que já perceberam que nossos recursos são finitos e que é necessário caminhar no sentido contrário do exagero – e isso não significa que não há beleza nisso.

(Papel de parede bobinex, REF: 4716)

Conhecido como minimal art, ele é mais velho do que sua fama repentina: veio ao mundo nos anos 1960, nos Estados Unidos. Para aplicá-lo na decoração, é preciso entender que o grande desafio é misturar poucos elementos e ainda assim criar um ambiente agradável e aconchegante. Para mergulhar no minimalismo, então, vale investir em iluminação natural, uma estrutura com poucas molduras e adereços, foco na organização e cores neutras – o branco é geralmente ideal, mas algumas pessoas conseguem resultados incríveis com off-white, bege e cinza.

E aí: qual estilo é mais a sua cara?